História do Município

por bdr publicado 29/08/2012 16h15, última modificação 14/03/2017 13h19
O Município de Barra do Ribeiro, segundo dados oficiais da Seção de Geografia da Secretaria da Agricultura, possui uma área de 850 km² e está integrado à região da Depressão Central.

 

"O Município de Barra do Ribeiro, segundo dados oficiais da Seção de Geografia da Secretaria da Agricultura, possui uma área de 850 km² e está integrado à região da Depressão Central. Limita-se ao norte com o Município de Guaíba, com o qual também se limita a Oeste; ao Sul, com o Município de Tapes, ao Leste com o estuário do Rio Guaíba e a Lagoa dos Patos.

 A atual cidade de Barra do Ribeiro, teve origem na charqueada de Antônio Alves Guimarães, instalada na sesmaria que lhe fora concedida por Dr. Luis Vasconcelos e Souza, em 1780. Com três léguas de extensão, na costa da Lagoa dos Patos, incluía, a sesmaria, as terras das Fazendas do Brejo, da Mangueira e Estância Velha. O início do povoamento da sede data de 1800. Sua denominação inicial de Charqueada foi substituída pela de Barra do Ribeiro devido à sua localização geográfica na confluência do arroio Ribeiro com o rio Guaíba. Originalmente Barra se fez parte de Porto Alegre. Quando, em 1831, foi criado o município de Triunfo, sai de Porto Alegre e passa a ser distrito deste município. Em 1837 deu entrada, na Assembléia Provincial um projeto que visava a reintegração dos distritos de Barra, Dores e São João ao município de Porto Alegre. Este projeto não largou êxito. Mais tarde, com a Lei número 14 e 15 de abril de 1846, os Belezas Barra.jpgdistritos acima referidos são anexados ao da capital, não ocorrendo mudança no que diz respeito à divisão territorial. Barra volta, então, a integrar o Município de Porto Alegre. Com a criação do Município de Dores, em 1857, Barra passa a integrar o território desta comuna. Em 1861, o Município de Dores perde sua autonomia e Barra torna aos domínios do Município de Porto Alegre. Em 1872 encontramos as freguesias de Belém, Pedras Brancas e Barra constituindo o 3° distrito de Porto Alegre. Em 1896, o povoamento de Barra, já então denominado de Barra do Ribeiro, se torna sede do 7° distrito de Porto Alegre, tendo como divisas ao sul, o Município de Dores de Camaquã, ao norte, o distrito de Pedras Brancas, a oeste, o distrito de Mariana Pimentel e a leste, o rio Guaíba. Em 1912, o povoado de Barra do Ribeiro contava com 100 prédios, vários estabelecimento comerciais, hotéis, superintendência , posto telefônicos e telégrafos bem como agência do Correio. O distrito, por sua vez, somava 406 prédios e 2717 habitantes. Em 1915, Barra do Ribeiro passa a 8° distrito de Porto Alegre. Mais tarde fica como 10° pelo decreto número 54 de 21 de maio de 1926. Neste mesmo ano, com a criação do município de Guaíba, Barra do Ribeiro terna-se 2° distrito do novo Município. Em 1938 foi elevada a categoria de Vila.
Antigo Engenho.jpgEm 1958 pleiteou sua emancipação, conjuntamente com a área do Município de Tapes, realizando a consulta plebiscitária a qual resultou na criação do Município em 17 de fevereiro de 1959 de acordo com a Lei n° 3.719, assinada pelo então Governador do Estado, Sr. Leonel de Moura Brizola. As primeiras eleições foram realizadas a 24 de maio de 1959 instalando-se o governo municipal a 17 de junho do mesmo ano. Foram os açorianos que, tendo iniciado o povoamento da região em 1780, entraram em maior número, assegurando a predominância do elemento português na formação étnica da população. Em 1874 reinicia-se no Rio Grande do Sul a corrente imigratória que iria atrair para a antiga Serra do Herval, mais tarde rebatizada com o nome de Mariana Pimentel, levas de colonos poloneses. Os trabalhos de demarcação dos lotes coloniais findaram em outubro de 1888, sendo que a fixação dos mesmos nas terras deu-se já no ano seguinte. A colônia de Barão do Triunfo foi criado em 1889, a maioria de ascendência alemã e italiana. Na criação da colônia de Sertão Santana ocorrida em 1893, predominaram os imigrantes alemães, de permeio com pequena percentagem de elementos nacionais. Desta forma, poloneses, alemães e italianos estabelecendo-se no meio rural da região, tiveram também grande influência na formação étnica da população do Município de Barra do Ribeiro. VIDA E SABEDORIA ... Influência humana Conta-se que um velho sábio ficava sentado na porta de sua cidade todos os dias, vendo a vida passar. Certo dia, um forasteiro defrontou-se com o sábio. perguntou-lhe então: - Meu bom senhor, diga-me: como é esta cidade? - Pergunto-te eu, retrucou o velho, como é a cidade de onde vens? - Muito confusa! Há gente má, invejosa, que só quer o mal dos outros. - Ora meu filho, então não entre nesta cidade. Aqui terás os mesmos problemas! O O forasteiro, desiludido, pôs-se a caminhar em direção a outra cidade. Tempo depois, um outro forasteiro, deparando-se com o velho sábio à porta da cidade, perguntou-lhe: - Diga-me, meu bom velho, como é esta cidade? - Pergunto-te eu, como é a cidade de onde vens? - Ah, meu senhor, a minha terra é de gente boa, amiga, ordeira. Há sempre alguém que faz o mal, mas o povo, na sua maioria, é gente que trabalha, luta com dignidade, tem solidariedade e amizade uns para com os outros. - Então, meu filho, podes chegar. Esta cidade é idêntica a que tu descreves! O forasteiro, feliz da vida, entrou na cidade. Um menino que tudo assistia disse-lhe: - Por que deste ao primeiro uma resposta e ao segundo outra? As perguntas foram as mesmas. - Meu filho, aprende, pois, para toda a vida: NÃO HÁ CIDADE BOA NEM RUIM; QUEM REALMENTE FAZ O LUGAR ONDE MORAMOS SOMOS NÓS MESMOS. Autor Desconhecido.